segunda-feira, 28 de novembro de 2011

David, de Michelangelo

"David", de Michelangelo - 1504


Descrição da imagem:
Uma estátua, de um homem jovem, em pé, de mármore branco, corpo bem definido,  despido e cabelos curtos encaracolados. O braço direito está relaxado, para baixo, até a altura da coxa direita. A perna direita possui um pequeno pedestal, que serve de apoio para a sustentação da escultura. O braço esquerdo, está inclinado para cima, tocando o ombro esquerdo, e tem sobre ele, uma pequena toalha. A cabeça está levemente voltada para cima e para o lado esquerdo e sua face contempla o horizonte.




O post de estréia deste blog, começará com uma homenagem a uma das obras de arte, mais apreciadas e visitadas do mundo, tamanha a sua perfeição e delicadeza colossal.
   
O "David" é uma das esculturas mais famosas do mestre renascentista Michelangelo Buonarotti. O trabalho retrata o herói bíblico com realismo anatômico impressionante, sendo considerada uma das mais importantes obras do Renascimento e do próprio autor. A escultura encontra-se em Florença ,  na Itália , cidade que originalmente encomendou a obra.

É uma estátua em mármore, mede 5,17 m (cinco metros e dezessete centímetros) e pesa 5,5 toneladas. Devido à genialidade que sempre foi atribuída à obra, ela foi escolhida como símbolo máximo da República de Florença.

Michelangelo levou três anos para concluir a escultura (começou-a em 1501 e concluiu-a em 1504). Antes de Michelangelo receber a incumbência dessa obra, o bloco de mármore de carrara que ele usou havia ficado exposto ao tempo por 25 anos no pátio da catedral de Santa Maria del Fiore. O bloco foi danificado a ponto de diminuir de tamanho. Outros escultores já haviam recebido a incumbência da obra mas, por razões diversas, eles não se interessaram. Esse bloco foi rejeitado por grandes mestres como Duccio, Baccelino e Roselino .

Foi desse mesmo bloco que Michelangelo fez brotar o David. O local que estava danificado, foi usado pelo mestre como a região em que não existe mármore(entre as pernas do herói bíblico).

Michelangelo é considerado nesta obra uma espécie de inovador, pois retrata a personagem não após a batalha contra Golias (como Donatello e Verrochio antes dele fizeram), mas no momento imediatamente anterior a ela, quando David está apenas se preparando para enfrentar uma força que todos julgavam ser impossível de derrotar.

Usou, neste trabalho, o realismo do corpo nu e o predomínio das linhas curvas.  O David ficou exposto na Piazza della Signoria até 1873, quando se decidiu colocá-la a salvo de agentes atmosféricos que, vagarosamente a destruíam. Foi então levada para a Galleria dell'Accademia onde pode ser admirada atualmente. Uma restauração em 2004, em que um polimento minucioso foi executado na escultura, removeu as manchas que os séculos de exposição provocaram no mármore e deixou a obra com todo o brilho que ela apresentava quando de sua criação.

Davi, simplesmente perpetua a liberdade, a pureza, a magnitude de uma obra que nos deixa perplexos.

Curiosidades:

- Houve uma verdadeira batalha para se decidir qual o método de limpeza a ser usado para restauração da obra.
- Como esteve ao ar livre por alguns séculos, seus "poros" foram abertos e a poeira alojou-se em toda a extensão do mármore.
- A grande ameaça era o gypsum, um sulfato de cálcio que acumula a umidade.
- Depois de terminar a obra, Michelangelo passou quatro meses lustrando o mármore.
- Em 1527 o braço esquerdo do David foi quebrado em um motim. A cicatriz do restauro é visível até hoje.
- Em 1991 um "artista" chamado Piero Cannato deu uma martelada num dos dedões da obra mutilando-a.
- No século XVI guardiões da moral resolveram acrescentar uma tanga de metal feita de 28 folhas de figo à nudez da obra.
- Em 1995 autoridades religiosas de Jerusalém recusaram uma réplica em tamanho natural do David, presente da cidade de Firenze. Por acreditarem ser agressiva sua nudez exigiam que ela fosse coberta.
- Em Firenze, se arme de muita paciência, encare uma fila sempre enorme e se encante com o espetáculo que é a Galleria dell'Accademia. Uma vez lá dentro admire uma das obras mais impressionantes criadas por Michelangelo. É proibido tirar fotos e os vigias estão de olho para, sem o menor constrangimento, se dirigir hostilmente a quem desobedece a essa norma.

2 comentários:

  1. Excelente conceito para o blog, é uma forma de dar a conhecer bastantes factos relativamente às obras. Boa escolha para primeira publicação. O "David" é uma obra realmente emblemática e que todos conhecem e é obviamente uma excelente obra de arte.

    ResponderExcluir
  2. Creio haver dois enganos:

    Davi não está segurando uma toalha, mas sim uma funda, um tipo de arma com a qual ele matou Golias, segundo a Bíblia

    A estatua que foi danificada pelo vândalo em 1991 não foi a de Davi mas sim a Pietta, do mesmo Michelangelo

    ResponderExcluir